Valorize a cruz de Cristo

A cruz de Cristo foi a concretização do plano de salvação proposto por Deus desde a fundação do mundo. Nela alcançamos o que seria impossível outrora: a reconciliação do homem com o Criador. Foi através dela que Deus “... nos reconciliou consigo mesmo por Jesus Cristo...” (II Co. 5:18). Conscientes disso devemos fazer de tudo “... para que a cruz de Cristo se não faça vã.” (I Co. 1:17). Como damos o devido valor a cruz de Cristo?

1. Reconhecendo-a como o escape da humanidade

Em primeiro lugar, gostaria de deixar bem claro que não estamos afirmando que a cruz é mais importante que Jesus. Jesus e a cruz são os elementos básicos da salvação. Um, sem o outro não teria representatividade alguma no que concerne ao plano da salvação. Certamente Jesus continuaria sendo o mesmo. Ele não seria prejudicado em Sua Majestade e Poder. Continuaria sendo o Filho de Deus. Os únicos prejudicados na história seríamos nós que teríamos, sem piedade alguma, o castigo eterno. Não haveria escape para nenhum ser humano.

“... a palavra da cruz é loucura para os que perecem; mas para nós, que somos salvos, é o poder de Deus.” (I Co. 1:18). Veja bem, Poder de Deus! Quem entende e aceita a mensagem da cruz se apodera de uma capacidade sem limites! Todos os que aceitam a Jesus como salvador recebem ““... o poder de serem feitos filhos de Deus...”. (Jo. 1:12). Antes da cruz não havia essa oportunidade – salvação ao alcance de todos os que desejassem.

2. Obedecendo ao Autor da Salvação

Logo após a morte de Cristo na cruz “...o véu do templo se rasgou em dois, de alto a baixo.”(Mc. 15:38). Isso significa o livre acesso a salvação. A partir desse momento foi inaugurado o período da graça. O favor de Deus se encontra disponível a todos que desejam obtê-lo. O termo graça tem obtido uma conotação errônea por parte de muitos. Tem-se a falsa idéia de que a graça se constitui em liberdade. Ledo engano. A graça de Deus se constitui no fato Dele ter oferecido uma oportunidade ao homem. O que era impossível se tornou possível mediante a graça. Isso não exclui, de forma alguma, a necessidade de obedecermos aos preceitos eternos do Criador.

A obediência continua sendo exigida por Deus. O escritor da Epístola aos Hebreus diz que Jesus “... tornou-se o autor da salvação eterna para todos os que lhe obedecem,” (Hb. 5:9). Se reconhecemos que o sacrifício de Jesus na cruz é a nossa chance de sermos salvos temos que aceitar o que ele nos propõe. Pense: Não existia esperança alguma; agora tem. Que tal agarrarmos essa chance com unhas e dentes?! O que queremos mais se o que era impossível já foi feito? Jesus fez o que não estava ao nosso alcance. Obedecer é algo possível. Basta seguir o exemplo do Mestre: “... humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz.” (Fp. 2:8).

Quando somos desobedientes não estamos dando o devido valor a cruz de Cristo. Aceitar o presente de Deus (leia, sacrifício de Jesus) sem obedece-lo é o mesmo que considerar em vão tudo que Ele fez. Tudo que Ele fez foi em prol da nossa salvação. Se não agimos de acordo com o que Deus planejou vamos decepcioná-lo: não seremos salvos. Dessa forma a morte de Cristo, para nós, terá sido em vão. Jesus fez a obra completa. Ele quer que o efeito de sua obra também seja completo em nossas vidas.

3. Anunciando a mensagem da cruz

Ao finalizar o seu ministério Jesus disse: “... Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura.”(Mc. 16:15). O mundo precisa conhecer a mensagem da cruz. Nosso mestre sabia da necessidade da divulgação de sua obra de redenção. Sua conquista não teria os resultados esperados se não fosse divulgada. As pessoas de todas as raças, nações, povos e línguas precisam conhecer o que foi conquistado pra elas.
A divulgação da mensagem da cruz valoriza a obra de Cristo. “...como crerão naquele de quem não ouviram?...”(Rm. 10:14). Caro leitor, se você quer valorizar a cruz de Cristo divulgue para o maior numero de pessoas qual o propósito da mesma. Quanto maior o numero de ouvintes, maior também será o numero dos que crerão. O valor da cruz aumenta a medida que aumenta o numero de salvos. Se a morte de cristo servisse para salvar uma vida, teria o valor de uma vida. Mas, se salvar mil vidas, terá o valor de mil vidas. Quanto mais pessoas você trouxer para cristo maior contribuição esta dando para a valorização do sacrifico de Jesus. Agregue valor a cruz de Cristo anunciando o que Ele fez pela humanidade.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

"...Nem só de pão viverá o homem..." (Mt.4:4)

Seguindo os passos do Mestre (I Jo. 2:6)